Compartilhe:

Buscando preservar o meio ambiente e reduzir custos, as fábricas de móveis passaram a usar diferentes tipos de matérias-primas na confecção de seus produtos, entre eles estão o MDF e o MDP. Mas ainda existe uma grande dúvida por parte do consumidor sobre o que são esses produtos e como são feitos.
 

A maior diferença entre os dois modelos é que no tipo MDP são utilizadas fragmentos de madeira em camadas onde as mais finas ficam por cima e as mais grossas no interior. Já no MDF as fibras de madeira são aglutinadas. Os dois modelos possuem densidade média e são feitos de pinus ou eucalipto.
 

MDF

O MDF (Medium Density Fiberboard) é uma chapa de fibra de média densidade, na qual, por um processo de alta temperatura e emprego de pressão, fibras de madeira são aglutinadas por resinas sintéticas. Para a obtenção das fibras, a madeira é cortada em pequenos cavacos que, em seguida, são misturadas e selecionadas para confecção de painéis, sendo suas principais características a resistência e durabilidade.
 
Além de ser resistente, o MDF permite a aplicação de vários tipos de revestimentos, e pode ser mais trabalhado, dando maior riqueza ao design do móvel.
 

Veja por exemplo o detalhe desta prateleira da Cama Hortência. As bordas arredondadas foram feitas MDF, dando mais beleza ao produto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MDP

O MDP (Medium Density Particleboard) é uma placa de média densidade feita de madeira de reflorestamento em camadas, com tecnologia de prensas contínuas, associada a utilização de resinas de última geração. Possui características superiores e distintas dos painéis de madeira aglomerada. O MDP é um material intermediário entre MDF e o Aglomerado, tanto na densidade quanto na absorção de umidade.
 

O MDP não oferece tantos recursos para o enriquecimento do design dos produtos como o MDF, por isso é mais utilizado em móveis de linhas retas como portas e prateleiras tanto horizontais como verticais.
 

Agora observe o Guarda Roupa Ápice, tanto as portas como a moldura do produto foram feitas em MDP.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nenhum dos modelos pode ser definido como melhor ou pior, pois os dois apresentam características favoráveis, e a união desses dois tipos pode resultar em uma qualidade ainda maior do móvel tanto em sua estrutura quanto no design.

Tags:
  • Muito bem, essa informação é muito importante para sabermos as qualidades do produto que estamos oferecendo ao consumidor .

    Comentário por: Claudio Suim — 28 de junho de 2012

  • Muito importante definir certas dúvidas que muitas vezes até nós que trabalhamos com o produto não sabemos. O cliente tem que saber o produto que está comprando e suas qualidades, por isso tem que partir do corpo da empresa as definiçõees e facilidades do produto que o cliente esta levando para casa.
    Parabéns pelo trabalho realizado.

    Comentário por: Perci Ferraz Viana — 28 de junho de 2012

  • Acho que os dois produtos sao bons, sabendo que o MDF tem mas durabilidade …

    Comentário por: Veronica Barbosa Motta — 28 de junho de 2012

  • Importante

    Comentário por: Carine — 28 de junho de 2012

  • Muito boa informação sobre os dois tipos de material e a qualidade dos mesmos, assim temos mais conhecimento sobre os produtos que vendemos .

    Comentário por: Fernando Ferreira Costa — 29 de junho de 2012

  • Informações importantes foram dadas, porém, não citou a grande vantagem do MDP em relação ao MDF: ser desmontável. Explico: o mdf, uma vez montado em um lugar, não é desmontado e montado de novo não, e, se for, não presta mais como antes. Já o MDP consegue ser desmontado e montado de novo sem muitos problemas. Isso é bom para pessoas que não têm uma residência muito fixa (como eu que sou estudante rsrs)

    Comentário por: Débora — 15 de dezembro de 2014

Deixe um comentário:

Sobre Nós
fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728